A violência doméstica contra homens pode ser um tema pouco abordado e até parecer estranho, mas aqui no Brasil, a diferença de ocorrências entre homens e mulheres acaba desconsiderando sua importância. A taxa de violência contra as mulheres é absurdamente alta, sendo que alguns homens também passam por isso.

A violência abrange uma relação íntima como o casamento, a coabitação, o namoro ou dentro de uma família, assim como quando a vítima é uma mulher, a violência doméstica contra homens pode constituir crime. Uma pesquisa realizada consta:

  • Já sofreu algum tipo de violência nas relações íntimas de afeto? 63,6% sim (521 pessoas); 15,6% talvez (128 pessoas) e 20,8% não (170 pessoas);
  • Justifica tudo o que faz, e quando se esquece de alguma coisa ou não tem tempo, ocorrem brigas? (ou já passou por isso em algum relacionamento?) 78,6% sim (629) e 23,3% não (190);
  • Não pode estar com amigos ou sua família porque ela tem ciúmes? Em relacionamentos passados você já passou por isso?) 63% sim (516) e 37% não (303);
  • A mesma mulher praticou mais de uma dessas condutas e em momentos diversos? 81,4% sim (667) e 18,6% não (152);

Podemos citar, de forma não exaustiva, alguns exemplos de violência doméstica:

1)Insultos, utilização de nomes vulgares atingindo a auto estima do seu companheiro;

2)Atitudes ciumentas ou ato possessivo;

3)Ameaças, com violência ou grave ameaça;

4)Agressões físicas (empurrões, chutes, tapas, choques ou quaisquer outras ações que possam machucar o companheiro, seu patrimônio, objetos, filhos, ou animais de estimação);

5)Prática de relações ou atos sexuais contra a vontade do companheiro.

Mas será que assim como as mulheres, existe alguma lei que proteja uma violência doméstica contra o homem? Femme Gel

Sim, a Lei 11.340/06, conhecida como Lei Maria da Penha, pode ser aplicada por analogia para proteger os homens. A lei foi criada para trazer segurança à mulher vítima de violência doméstica e familiar.

No entanto, de acordo com o juiz, o homem não deve se envergonhar em buscar socorro junto ao Poder Judiciário para fazer cessar as agressões da qual vem sendo vítima, pois grandes partes dos homens que sofrem violência não denunciam por vergonha, ou por acharem que são mais fracos que os outros, mas sabemos que não é bem assim.

Por isso sempre digo, ruim é viver com uma pessoa agressiva, que não te respeita que te abusa e te destrói aos poucos dia a dia, por dentro e por fora… Isso não é amor, é crime! Então não se cale e denuncie. Ligue 180!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *